Construindo um

governo digital

em Cingapura

a Nova Zelândia

Ásia e Oceania, Infraestrutura, Tecnologia

O governo de Cingapura há muito tem estado envolvido em fornecer serviços digitais a seus cidadãos, mas este era, em geral, um processo de uma via. Em seu Plano Mestre de e-Governo 2011-2015

(eGOV2015), o governo buscou envolver tanto cidadãos quanto organizações do setor público em um processo colaborativo que se beneficiou de avanços em tecnologia digital e dos princípios emergentes de dados abertos.

Preencha os seus dados

e baixe o case de inovação completo!

Hoje, cidadãos e empresas em Cingapura podem acessar mais de 1.600 serviços online e mais de 300

serviços móveis prestados pelo governo.

O desafio

Desde o início dos anos 1980, o governo de Cingapura tem se aproveitado de avanços em tecnologias de

informação e comunicações (ICT - information and communications technology) para transformar a

administração pública e a prestação de serviços. Isto tem beneficiado os cidadãos e empresas de várias

formas, proporcionando níveis maiores de conveniência e economia por meio de maior produtividade e

eficácia na prestação de serviços.

A iniciativa

O plano Mestre de e-Governo 2011-2015 de Cingapura teve por objetivo inaugurar uma nova era. A ideia era mudar de uma abordagem de "governo para você"; para uma abordagem de "governo com você"; em sua prestação de serviços de e-governo, uma visão de um governo colaborativo, com altos níveis de cocriação e interação entre governo, as pessoas e o setor privado.

Confira outros cases de inovação

Banda Larga de baixa renda nos EUA

Lifeline é um programa que, desde 1985, trouxe tecnologia de comunicações para americanos de baixa renda a um baixo custo.

Conheça o case

Acesso aos serviços

não emergenciais de

Boston

Em 2015, a cidade renomeou seu aplicativo Citizens Connect para BOS:311 e trouxe muitos outros serviços para dentro da cobertura do Boston 311.

Conheça o case

Desenvolvimento de Inovação na Colômbia

Em 2012, o iNNpulsa Colombia foi desenvolvido para firmar parcerias com investidores privados - para nutrir startups e apoiar SMEs promissoras com injeções de financiamento oportunas.

Conheça o case

BrazilLAB - inovação GovTech